Blog

Alergia a semijoias: tudo o que você precisa saber!

De fato, muitas mulheres sofrem de alergia a semijoias. Contudo, elas não entendem porque isso acontece e como resolver o problema.


Para ajudar você a entender mais sobre a alergia a semijoias, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessada em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!


Qual a causa da alergia a semijoias?


Devido à corrosão natural que sofrem, os metais liberam íons metálicos que, ao entrarem em contato com o nosso corpo, podem causar hipersensibilidade ou até mesmo uma reação alérgica.


Na verdade, nossas células imunológicas confundirão esses íons com micróbios ou bactérias e, portanto, os atacarão.


A reação mais comum é a dermatite de contato (ou dermatite). Isso resulta em erupção na pele avermelhada e coceira. Por causa disso, a dermatite costuma ser confundida com eczema.


Quais metais que podem causar alergias?


Níquel


O níquel é certamente o inimigo público número um das pessoas que têm reações alérgicas a semijoias, sendo utilizado até hoje por algumas empresas ultrapassadas e defasadas na criação de suas peças.


Embora geralmente seja encontrada mais em peças de bijuterias, vestígios podem ser encontrados nos metais usados ​​em joias. Este é nomeadamente o caso do latão, mas também de certas ligas de ouro branco.


Cobre


O cobre e suas ligas também podem causar reações alérgicas. Quando algumas pessoas dizem que são alérgicas a joias de prata, na verdade é uma alergia ao cobre.


De fato, a liga de prata usada em joias, contém 92,5% de prata e 7,5% de cobre. Outras ligas de cobre a serem consideradas são latão (cobre + zinco) e ouro rosa ou vermelho.


Com efeito, nestas ligas de ouro colorido, o cobre está presente em maior quantidade, pois é ele que permite dar ao ouro um tom rosado.


Dessa forma, uma pessoa alérgica ao cobre deve preferir joias em ouro amarelo (Ouro 18K). Na verdade, mesmo que contenham um pouco de cobre, geralmente não está presente em quantidade suficiente para causar uma reação alérgica.


Metais chapeados


Mesmo se os metais forem banhados a ouro ou outro metal precioso, é necessário que essa camada seja espessa suficiente para evitar reações alérgicas. Caso a camada for demasiadamente fina, poderá ocorrer a corrosão responsável pela liberação de íons problemáticos - e, portanto, alergia a semijoias.


Metais hipoalergênicos e não alergênicos


Platina


A platina e outros metais do grupo da platina, como o paládio, são considerados naturalmente não alergênicos. Essa também é uma das razões pelas quais esse metal é utilizado na medicina, mais particularmente na composição de marca-passos cardíacos.


Ouro


Conforme explicado acima, o ouro amarelo é geralmente considerado hipoalergênico.


Nióbio


Assim como a platina, o Nióbio é um metal muito resistente à corrosão e, portanto, comumente usado em implantes médicos.


Assim, é um metal ideal para ganchos de brincos. No entanto, esse metal é muito mais difícil de trabalhar do que os metais tradicionalmente usados ​​em semijoias.


Titânio


Assim como o Nióbio e a Platina, o Titânio é altamente valorizado na área médica por suas propriedades anticorrosivas. Essas propriedades garantem que ele não cause alergia a semijoias.


Gostou de saber mais sobre a alergia a semijoias? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!


La Mar Joias


Não vendemos adornos, vendemos autoestima!


Não vendemos peças de metal, vendemos momentos inesquecíveis!

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo